Compre antes que acabe – Março/19

 

Quem não gosta de desconto?

Uma estratégia comum do varejo é realizar uma grande promoção para marcar uma data especial. A ideia é baixar preços para aumentar o fluxo de clientes.

Sempre funciona.

A mesma dinâmica, curiosamente, não acontece no mercado de ações.
Aqui quanto mais os preços sobem, maior é o desejo de comprar.

E se os preços caem, as pessoas fogem.

Foi o que aconteceu em março. Ibovespa alcançou sua máxima (nominal, como vamos ver em breve), atingindo 100.000 pontos. E três dias depois, retornou a 90.000 pontos.

Esses choques de volatilidade são comuns, e, como vimos no relatório de Agosto de 2018, não significam risco.

Lembre-se, o preço na tela quase nunca representa o valor real (justo) de uma empresa.

Os preços se ajustam diariamente por inúmeros fatores, entre eles o psicológico do investidor. Medo e ganância, catalisados pelo fluxo de notícias diárias, trazem impactos que criam distorções e oportunidades.

Se a reforma da previdência não passar em um primeiro momento, qual será o impacto na geração de caixa de uma empresa como a Vale, que exporta minério de ferro? Próximo de zero.

Esse é o nosso foco. Entender o que de fato impacta a geração de caixa e o lucro de nossas empresas, e usar distorções para aumentar posição nas empresas que queremos.

Durante nossa transição para a XP, infelizmente perdemos a forte alta da bolsa em janeiro (10,81%).

Mas ainda temos muitas oportunidades e, principalmente, ativos baratos.

Atingimos os 100.000 pontos nominais, mas eles não estão ajustados pela inflação.

 

Ibovespa nominal, deflacionado e ajustado pelo dólar. Fonte: https://www.necton.com.br

 

Nossas empresas ainda tem um longo caminho a percorrer até se recuperarem da recessão dos últimos anos.

 

Performance acumulada dos ativos em carteira

 

Em março, Alfa recua -4,08%, versus -2,47% Ibovespa e 0,32% CDI.

Nossa carteira atual é composta das seguintes empresas:

Petrobras PETR4. Uma das empresas mais baratas negociando hoje na bolsa. ROE aumentando consistentemente em busca da média histórica, dívida sob controle ao redor de 3x EBITDA. Preço do petróleo dentro da média histórica. Cessão Onerosa chegando. Negociando a um earning yield de 15,5% (quanto mais acima de SELIC, melhor), segue de graça.

Metalúrgica Gerdau GOAU4. É a empresa mais barata de nossa carteira, negociando a um earning yield de 23,30%.

Movida MOVI3. Locadora de Veículos. O setor como um todo vem crescendo e tende a crescer com a retomada da economia. Movida é a empresa mais barata do setor, com operação redonda.

Cosan Logística RLOG3. É uma forma mais barata de comprar Rumo Logística. A RLOG é uma holding que detém apenas papéis da Rumo. Com a recente aquisição da malha Norte-Sul, torna-se ainda mais competitiva em relação a outros modais para escoamento da produção.

Randon RAPT4. Fabrica reboques e semirreboques. Transporta o PIB brasileiro. A empresa negocia a múltiplos modestos atualmente, mas seu EBIT cresce de acordo com a atividade brasileira. Crescendo o Brasil, cresce Randon.

Via Varejo VVAR3. Constituída por Casas Bahia e Pontofrio. A empresa gera toneladas de caixa que são destruídos em uma operação mal gerida. Como resultado, dá pouco lucro e registra alguns prejuízos. A companhia está à venda por seu controlador, o Grupo Pão de Açúcar. Por esses motivos, a empresa é o varejista mais barato em bolsa hoje. Excessivamente barata.

Banco do Brasil BBAS3. Banco é o melhor negócio do Brasil. E BBAS3 é o banco mais barato do Brasil.

Tenda TEND3. Construtora de casas populares. Sobreviveu à crise do setor e tem muito a crescer com a ampliação do crédito. Novamente, é a empresa mais barata do setor.

Seguimos construindo nossa carteira e aproveitando as promoções.

 

 

DISCLAIMER: O conteúdo apresentado neste site não se trata de recomendação, indicação e/ou aconselhamento de investimento, sendo única e exclusiva responsabilidade do investidor a tomada de decisão. A Veertu Invest se exime de qualquer responsabilidade, direta ou indireta, por todos e quaisquer prejuízos decorrentes de operações realizadas com base nas informações aqui previstas, notadamente relacionadas à decisão de investimento do cliente.

Fundos de investimento não contam com garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Crédito – FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura.

 

Marcelo Przedzmirski

Marcelo Przedzmirski investe no mercado financeiro há mais de 10 anos e é gestor do fundo de ações Alfa Capital. MBA em Gestão Estratégica de Empresas pela FGV e MBA em Gestão Financeira: Mercados Financeiros e de Capitais, também pela FGV.